21/07/2009

Jogo Patrimônios da Humanidade - UNESCO





This Traveler IQ challenge compares your geographical knowledge against the Web's First Travel Blog's other 4,373,898 travelers who have taken this challenge as of Friday, August 07, 2009 at 12:36AM GMT. (TravelPod is a member of the TripAdvisor Media Network)

16/07/2009

+ Museu

Notícias Quinta-Feira, 16 de julho de 2009
JC e-mail 3806, de 16 de Julho de 2009.

1. Museu da Amazônia trabalha para ser inaugurado em março

Protocolo de intenções assinado pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e pelo governador do Amazonas, Eduardo Braga, na abertura da 61a Reunião Anual da SBPC, ajudará a formalizar cessão da área para dar início às obras

Vinicius Neder escreve de Manaus para o “JC e-mail”:

O Museu da Amazônia (Musa), a ser instalado na Reserva Ducke, área de 10 mil metros quadrados pertencente ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus, segue seu trabalho para ser inaugurado em março de 2010.

Nesta quarta-feira, dia 15, foi assinado convênio entre o museu e a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Econômico do Amazonas, no estande do Musa na ExpoT&C, feira de exposições paralela à Reunião Anual da SBPC. O convênio envolve cerca de R$ 200 mil, para manter a estrutura da exposição do museu apresentada no evento, que termina nesta sexta-feira.

Mais importante foi o protocolo de intenções de colaboração para instalação do museu, assinado pelo ministro da Ciência e Tecnologia, Sergio Rezende, e o governador do Amazonas, Eduardo Braga. Segundo Rita Mesquita, diretora adjunta do Musa, embora o protocolo possa incluir aporte de recursos federais, seu ponto mais importante é a cessão da área pertencente ao Inpa para instalar o museu. Com a liberação da área, começam as obras.

A construção da primeira fase do projeto está garantida por dotação orçamentária de R$ 12 milhões repassada pelo governo do Amazonas. De acordo com Rita, o projeto prevê a inauguração e a abertura do Musa ao público logo após a primeira fase do projeto, que inclui um aquário de água doce.

Fundado em janeiro deste ano como uma associação civil de direito privado e sem fins lucrativos, o Musa se apresenta como um espaço “para estudar, representar, e conhecer a diversidade ambiental e cultural da Amazônia”. Além de ser voltado para divulgação científica e educação, ele terá também o papel de facilitar pesquisas, por meio de parcerias com universidades e institutos – o museu em si não terá pesquisadores.

“O museu quer ser um facilitador de pesquisas de outras instituições. É para isso que estamos estabelecendo parcerias com outras instituições. Por exemplo, se nós construirmos uma passarela no dossel da floresta e essa passarela for de interesse dos pesquisadores, será perfeito”, explicou Rita.

Enquanto as obras físicas do museu não começam, a associação civil segue seu rumo para consolidar-se institucionalmente. De 31 de julho a 10 de agosto, ocorrerão as eleições para sete vagas do Conselho de Administração do Musa – a votação será eletrônica, no site www.museudaamazonia.org.br. O conselho é formado por 11 membros, mas quatro são permanentes.

Depois de composto integralmente, o órgão dará posse à diretoria geral. Atualmente, ele é dirigido por uma diretoria pro tempore. Presidente de honra da SBPC, Ennio Candotti é o atual diretor executivo do Musa.

Quem Nunca foi ao Museu não Sabe o que Perdeu...

14/07/2009

exposição MNBA


Prezados(as) colegas,


O Museu Nacional de Belas Artes inaugura a exposição "O Louvre e seus visitantes - fotografias de Alécio de Andrade", na Sala Bernardelli do MNBA, dia 09 de julho, quinta-feira, às 12h.

Lembramos ainda que, paralelamente à exposição, haverá no dia 10 de julho às 16h, uma conferência de Jean Galard, diretor do serviço cultural do Museu do Louvre entre 1987 e 2002, com o tema "O Louvre e seus públicos: Uma política Cultural".

As senhas serão distribuidas uma hora antes da palestra que será realizada no Auditório Leandro Joaquim, localizado no 3º andar do MNBA, e estará sujeita à lotação da casa (70 lugares).

02/07/2009

CURSO PREPARATÓRIO - IPHAN e IBRAM

CURSO PREPARATÓRIO

PARA O CONCURSO PÚBLICO DO IPHAN e IBRAM
Autarquias do Ministério da Cultura

IPHAN - Instituto do Patrmônio Histórico e Artístico Nacional
IBRAM - Instituto Brasileiro de Museus

Público-alvo:
O curso se destina a todos os profissionais, de nível médio e superior, que queiram ingressar nas diferentes vagas a serem ofertadas pelo IBRAM e IPHAN - nível médio e nível superior: Analista (administração, economia e áreas afins), Técnico: Museologia, Arqueologia, Arquitetura, Ciências Sociais, Arquivologia, Biblioteconomia, História da Arte, História e outras conforme os referidos editais a serem lançados.

As aulas serão em diferentes áreas de conhecimento das referidas autarquias do Ministério da Cultura (História, Arquitetura, Ciências Sociais, Museologia etc). Ressalta-se que serão abordados pontos das referidas áreas acima para os candidatos de todas as áreas.

POR EXEMPLO: Um candidato à vaga de Arquiteto pode fazer o módulo de Museologia ou Arqueologia por conta do conteúdo programático de conhecimentos gerais que poderá vir a ser cobrado no concurso do IBRAM e do IPHAN.

OBS: O concurso do IPHAN já foi autorizado pelo Ministério do Planejamento e o edital será lançado até outubro. O concurso do IBRAM deve ser autorizado em breve.
Local:
Será realizado na sede do SINTRASEF RJ - Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal / Rio de Janeiro. Rua 13 de maio, 13 - 10º andar, Auditório (última sala a direita) -edifício do Bola Preta.
Período: quartas-feiras de 18:30 às 21:00 h. Confirmação da inscrição e pagamento: de 18:00h às 18:29h.

A frequência será semanal, preferencialmente às 4ªs feiras. Poderá haver troca do dia de aula por conta da solicitação de uso do auditório, que será informado antecipadamente. O horário SEMPRE permanecerá o mesmo.


Investimento:
Custará R$ 20,00 por módulo: 1 módulo = 1 aula de 18:30h às 21h.

Presença em 4 módulos de áreas distintas (História, Ciências Sociais, Arquitetura e Museologia) dará direito a certificado de participação.

Inscrições:
Pelo email da Associação Brasileira de Museologia abm@museologia.org.br dando as seguintes informações:

NOME COMPLETO:
TELEFONE FIXO:
TELEFONE CELULAR:
E-MAIL:
ENDEREÇO:

O pagamento será realizado no dia da aula escolhida, no período de 18:00 h às 18:29 h. As aulas começam às 18:30 h.

As pessoas participantes dos primeiros módulos, terão preferância nos módulos subsequentes. Quem fizer a inscrição e não comparecer, perderá a preferência de inscrição nos demais módulos.

Informações:
Caso ocorra alguma dúvida, solicitar esclarecimento via e-mail: abm@museologia.org.br

Realização:

ABM - Associação Brasileira de Museologia
ASBRAM - Associação de Servidores do Instituto Brasileiro de Museus
SINTRASEF RJ - Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal/RJ

OBS: Associados da ABM (Associação Brasileira de Museologia), do SINTRASEF RJ e da ASBRAM (Associação de Servidores do Instituto Brasileiro de Museus) tem 50% de desconto, mas se sujeitam às mesmas condições elencadas no ítem Inscrições.



Primeira Aula:

15 de julho de 2009 quarta-feira

Professora: Silvia Campos de Pinho

História - Módulo I - Criação do IPHAN: antecedentes e contexto histórico
- Conceito de patrimônio
- Décadas de 1920 e 1930: contexto histórico
- Intelectuais, idéias de nação, busca do que é o Brasil
- Modernistas, viagem à Ouro Preto, brasilidade
- Barroco e moderno
- Gabinete Gustavo Capanema
Professora: Silvia Campos de Pinho



Segunda aula:

22 de julho de 2009 quarta-feira

Professora: Raquel da Costa Nery

Arquitetura - Módulo 1 – Introdução ao Patrimônio Cultural
- O que é Bem Cultural
- Origens do Patrimônio Cultural
- Instrumentos de preservação e conservação
- A ação de Inventário
- A ação de Salvaguarda (Proteção)
- O Tombamento
- A Conservação Preventiva
- O Restauro

Terceira aula:

29 de julho de 2009 quarta-feira

Professora: Jeanne Crespo

Módulo I - Introdução à Arqueologia Brasileira

- Teoria e Métodos em Arqueologia;
- A arqueologia brasileira pré-histórica e histórica: povoamento e processo de colonização do Brasil;
- Tipos de sítios arqueológicos e cultura material associada;
- Histórico da Arqueologia Brasileira e a constituição do campo da arqueologia no Brasil.

Quarta aula:

02 de agosto de 2009 quarta-feira

Professor: Andre Andion Angulo

Módulo I: Política Nacional de Museus (PNM)

- Construção da PNM
- Os 7 eixos estruturantes da PNM
- Sistema Brasileiro de Museus (SBM)
- Comitê gestor do SBM
- Editais e prêmios no âmbito do DEMU (Departamento de Museus e Centros Culturais do IPHAN) e IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus)
- relatórios DEMU-IPHAN


Em breve: Agendamento das próximas aulas.


PROGRAMA DO CURSO


História


Silvia Campos de Pinho
Graduada em Economia - UFMG
Graduada em História - UFMG
Mestre em História - UFMG
Historiadora do Museu da República - IBRAM - Ministério da Cultura
Aprovada no concurso público do IPHAN de 2005







Módulo I - Criação do IPHAN: antecedentes e contexto histórico
- Conceito de patrimônio
- Décadas de 1920 e 1930: contexto histórico
- Intelectuais, idéias de nação, busca do que é o Brasil
- Modernistas, viagem à Ouro Preto, brasilidade
- Barroco e moderno
- Gabinete Gustavo Capanema

Módulo II - Momento “fundador”: Os “pioneiros” e a Gestão Rodrigo Mello Franco de Andrade
- Ante-projeto de Mário de Andrade
- Criação do SPHAN
- Principais diretrizes, critérios: o SPHAN de “pedra e cal”
- Principais ações, políticas e instrumentos
- Relações com a comunidade

Módulo III - O IPHAN pós- Rodrigo Mello Franco de Andrade
- Gestões seguintes, com destaque para Aloísio Magalhães
- Momento “renovador”
- Gestão Aloísio Magalhães: o IPHAN ganha um outro olhar
- O IPHAN e a chamada “pós-modernidade”
- Novas orientações

Módulo IV - Orientações do IPHAN nos últimos anos e na atualidade
- Principais princípios norteadores
- Noção de patrimônio material e o instrumento de registro
- Relações com a(s) comunidade(s) e cidadania
- Ações e políticas, objetivos e projetos,
- Revisão detalhada de algumas questões da prova de 2005






Ciências Sociais


Jeanne Crespo
Bacharel e Licenciada em História pela UFRJ;
Especialista em Relações Internacionais pela Cândido Mendes;
Mestre em História com área de concentração em Arqueologia pela UFF;
Arqueóloga do Instituto do Patrimônio Histórico e Artísitico Nacional desde 2006, com experiência tanto na Área Central quanto nas Superintendências Regionais deste Instituto;
Professora da área de Memória, História e Patrimônio Cultural da UNISUAM;
Aprovada no Concurso do IPHAN de 2005.





Módulo I - Introdução à Arqueologia Brasileira
- Teoria e Métodos em Arqueologia;
- A arqueologia brasileira pré-histórica e histórica: povoamento e processo de colonização do Brasil;
- Tipos de sítios arqueológicos e cultura material associada;
- Histórico da Arqueologia Brasileira e a constituição do campo da arqueologia no Brasil.

Módulo II - A Arqueologia na Legislação Brasileira
- O Patrimônio Cultural na Constituição Brasileira e a Lei 3924/1961;
- Portarias SPHAN no. 07/88, IPHAN no. 230/02, IPHAN no.28 /03;
- Legislação referente à arqueologia subaquática;
- Questões referentes à arqueologia histórica e à arqueologia para restauração de bens.

Módulo III - Gestão do Patrimônio Arqueológico no Brasil
- As Cartas e Convenções Internacionais;
- Ficha de Registro e Ficha de Cadastro/CNSA;
- Inventário Nacional de Coleções Arqueológicas;
- Medidas de proteção para os sítios arqueológicos brasileiros: registro e tombamento.

Módulo IV - Patrimônio Natural, Arqueológico e Ambiental
- Relação entre Patrimônio Cultural e Patrimônio Natural ;
- Resolução CONAMA no. 001 de 1986 e suas implicações;
- Processo de licenciamento ambiental e sua relação com a "arqueologia de contrato";
- Legislação referente aos danos causados ao Patrimônio Cultural.




Arquitetura
Raquel da Costa Nery
Graduada em Arquitetura - Universidade Mackenzie, São Paulo.
Mestranda em Patrimônio Cultural- USP
Arquiteta da Superintendência do IPHAN no Rio de Janeiro- IPHAN - Ministério da Cultura
Aprovada no concurso público do IPHAN de 2005.

Módulo 1 – Introdução ao Patrimônio Cultural
- O que é Bem Cultural
- Origens do Patrimônio Cultural
- Instrumentos de preservação e conservação
- A ação de Inventário
- A ação de Salvaguarda (Proteção)
- O Tombamento
- A Conservação Preventiva
- O Restauro

Módulo 2 – Legislação
- Constituição Brasileira - Capítulo sobre o uso do solo urbano, função social da propriedade e patrimônio (20, 23, 24, 30, 215, 216);
- Decreto-lei n.º 25/37;
- Lei n° 10.257/2001 - Patrimônio Histórico no Estatuto da Cidade;
- Lei 9.605/98 (artigos 62, 63, 64 e 65) – de Crimes Ambientais;
- Normas brasileiras referentes à arquitetura;
- Normas e legislação sobre segurança no trabalho;
- Cartas Patrimoniais referentes ao patrimônio arquitetônico, urbanístico e paisagístico.

Módulo 3 – Arquitetura e Urbanismo na Prática Patrimonial
- Projetos e conceitos básicos de Restauração;
- Levantamento arquitetônico;
- Diagnóstico do estado de conservação;
- Proposta: metodologia, justificativa conceitual, especificações técnicas.
- Fiscalização e análise de projetos;
- Obras de restauração, conservação e adaptação em edifícios e em conjuntos urbanos tombados e seus entornos;
- Identificação de bens imóveis ou sítios urbanos visando sua preservação enquanto patrimônio cultural.

Módulo 4 - História e Teoria
- Teoria e história da arquitetura e do urbanismo;
- História da Arquitetura, do Urbanismo e das cidades no Brasil;
- História e Teoria da Preservação e da Restauração;
- Desenvolvimento urbano e preservação: instrumentos de controle urbanístico;
- O edifício, o sítio urbano e a paisagem como patrimônio cultural;
- Técnicas e Sistemas Construtivos Tradicionais.

Módulo 5 - Práticas de preservação e conservação no IPHAN
- Ações que antecedem uma obra de restauro: Inventário de BMI e Arqueologia
- A fiscalização da obra de restauro
- Inventários no IPHAN:
- Bens imóveis e Integrados - INBMI
- Bens Imóveis: INBI SU
- Entrada e saída de obras de arte
- Processo de tombamento: critérios e instrução





Museologia


Andre Andion Angulo
Bacharel em Museologia - Uni-Rio
Mestre em Arquitetura e Urbanismo - UFF
Museólogo do Museu da República - IBRAM - Ministério da Cultura
Aprovado no concurso público do IPHAN de 2005]

Módulo I: Política Nacional de Museus (PNM)
- Construção da PNM
- Os 7 eixos estruturantes da PNM
- Sistema Brasileiro de Museus (SBM)
- Comitê gestor do SBM
- Editais e prêmios no âmbito do DEMU (Departamento de Museus e Centros Culturais do IPHAN) e IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus)
- relatórios DEMU-IPHAN

Módulo II: Plano Museológico
- Planejamento e gestão em museus
- Portaria do IPHAN de estabelecimento do Plano Museológico nos Museus do IPHAN
- Programas do instrumento: institucional, acervos, segurança, arquitetônico, exposições, pesquisa, gestão de pessoas etc
- Missão, objetivos e diagnóstico participativo
- Instituições que adotaram e que estão com os Planos Museológicos em construção

Módulo III: Estatuto dos Museus LEI Nº 11.904, DE 14 DE JANEIRO DE 2009
- Construção participativa do Estatuto dos Museus
- Debate público no Congresso Nacional - governos estaduais e agentes prós e contras a Lei.
- princípios fundamentais dos museus
- Museu X Coleção Visitável
- Penalidades

Módulo IV: Criação do IBRAM re-estruturação do IPHAN
- Plano Especial de cargos da Cultura
- Sistema Minc. Ministério da Cultura e institutições vinculadas
- Nova estrutura do IPHAN
- Estrutura do IBRAM

Módulo V: Museologia - funções museológicas
- Pesquisa, conservação e comunicação em museus
- Conceitos e terminologias em museus
- Conservação em museus: acondicionamento, transporte, reserva técnica e segurança.
- Registro de bens museológicos
- Comunicação em espaços museológicos: programas educativos, exposições e turismo
Ocorreu um erro neste gadget