30/08/2011

Aconteceu no Museu

Programa de humor Nas Garras da Patrulha fala sobre o
Rapaz que perdeu o emprego no museu por causa da urina
Coonfira o Vídeo!

29/08/2011

expo: SBT 30 ANOS

O muBA – Museu Brasileiro de Belas Artes, lançou nesta quarta, 24 de agosto, a exposição "SBT 30 anos", que reúne um acervo inédito com o melhor do arquivo de vídeos, fotos, objetos de cena e figurinos originais da emissora.
A mostra ficará em cartaz até 24 de outubro, celebrando os melhores momentos da trajetória de 30 anos de uma das maiores emissoras de televisão do país, por onde passaram e se encontram grandes ícones da TV brasileira.
Confira o Vídeo!

25/08/2011

CARTA-TESTAMENTO DA CULTURA

CARTA-TESTAMENTO DOS SERVIDORES
DO MINISTÉRIO DA CULTURA

Mais uma vez, as forças e os interesses contra o serviço público coordenam-se e novamente se desencadeiam sobre nós. Querem sufocar a nossa voz e enfraquecer a nossa ação, para que não consigamos prestar serviços de excelência à população brasileira.

Seguimos o destino que nos é imposto. Apesar do domínio e espoliação dos grupos econômicos e financeiros internacionais, acreditamos na soberania do nosso povo e no vigor de nossa cultura. A campanha dos grupos internacionais alia-se a dos grupos nacionais contrários aos serviços públicos e à garantia do trabalho dos servidores. Não querem que nós, trabalhadores da Cultura, tenhamos recursos para o bom cumprimento de nossas funções.

Temos lutado mês a mês, dia a dia, hora a hora, resistindo a pressões constantes, baixos salários, más condições de trabalho, falta de pessoal, tudo isso para defender o nosso patrimônio cultural, nossos museus, teatros, o acervo de nossa Biblioteca Nacional, para fomentar as nossas artes, as danças, os cantos, os folguedos, a grande criatividade de nosso povo. Nada mais podemos dar, a não ser a nossa dedicação, o nosso compromisso com a garantia dos direitos culturais dos brasileiros.
Queremos estar sempre na luta por mais verbas para a Cultura, pelo acesso dos cidadãos às artes, aos bens, processos e produtos culturais, pelo ensino da música nas escolas, pela educação patrimonial, pelo direito à criação, à experimentação nas mais diversas linguagens artísticas, à difusão artística e cultural nos mais variados meios de comunicação. Quando a fome de sensibilidade, beleza, sonho e poesia bater à vossa porta, sentireis que sois seres humanos e que a nossa luta também é a vossa luta!

E aos que pensam que nos derrotaram respondemos com a nossa vitória. Pois esse povo que elege os governantes é o mesmo povo que não mais suportará ser maltratado por ninguém. Temos lutado de peito aberto. E vamos continuar lutando por melhores salários, por concurso público, pela valorização do Ministério da Cultura e da própria cultura brasileira. E que todos saibam que não sairemos da vida de lutas para entrar na história de derrotismo que os governos querem nos impor. Vivos (e bem vivos) entramos e continuamos na história.



http://soscultura2011.blogspot.com/p/carta-testamento-dos-servidores-do.html

Cultura em Greve - Protesto do Pijama

Cultura em greve em frente ao Museu da República.
Servidores da cultura, em estado de greve, vestiram pijamas em referência ao aniversário da morte de Getulio Vargas e protestaram. Eles distribuíram panfletos e leram um documento que chamaram de Carta Testamento, denunciando a falta de apoio à cultura.
Confira o Vídeo!

24/08/2011

Primeira sede do MoBA, o Museu da Arte Ruim, é inaugurada nos Estados Unidos


A obra 'ManaLisa' faz parte do acervo do MOBA / Divulgação

RIO - Quantas vezes você já parou em frente a um quadro e pensou que até uma criança de 4 anos ou um mico amestrado faria algo melhor que a obra exposta? Pois agora este tipo de arte tem endereço certo. Acaba de ser inaugurado nos Estados Unidos o MoBA, Museum of Bad Art ("Museu da arte ruim", em tradução livre), espaço dedicado a algumas das piores pinturas já produzidas por seres humanos. Com 600 peças em sua coleção permanente, o MoBA orgulhosamente se apresenta como "o melhor estabelecimento de arte ruim do mundo".


Instalado "convenientemente entre os banheiros" do porão de um teatro no estado americano de Massachusetts, o exótico museu já angariou contribuições com pouco ou nenhum custo. Fundado por um grupo formado pelo músico e animador infantil Michael Frank e por Louise Reilly Sacco, o MoBA surgiu quando o casal descobriu uma pintura tão ruim que os fez ter vontade de exibi-la. O ano era 1993. Além de sua sede física, o MoBA publicou um catálogo intitulado: "Museum of Bad Art: Art too bad to be ignored" ("Museu da Arte Ruim: Ruim demais para ser ignorada"). As informações são do jornal britânico "The Independent".



Fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/mat/2011/08/22/primeira-sede-do-moba-museu-da-arte-ruim-inaugurada-nos-estados-unidos-925175944.asp#ixzz1VxLzmbQg

CULTURA EM GREVE!

22/08/2011
SINTRASEF
Cultura em greve
Começou na segunda-feira, 22 de agosto, a greve dos servidores do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro. Em assembleia realizada na frente do Edifício Gustavo Capanema, a categoria rejeitou, em maioria, a proposta apresentada pelo Governo e irão manter a mobilização por tempo indeterminado.

Os servidores da Cultura já deliberaram a greve antes mesmo de verem o texto, pois estavam cansados da enrolação do Governo. O pontapé inicial deles sugere a adesão dos trabalhadores federais dos outros ministérios e também de outros Estados.
O tom de insatisfação estava na proposta irrisória do Governo. “ A proposta de acordo feita pelo Governo é uma vergonha. Inaceitável. São R$ 211 para nível intermediário e R$ 105 para o nível auxiliar”, disse uma servidora.
Na sexta-feira, 19 de agosto, o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro (Sintrasef) recebeu de todo o Brasil os servidores do Ministério da Cultura e incentivaram a adesão em âmbito nacional. Representantes do Distrito Federal, São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio Grande do Sul marcaram presença no evento.
Na Funarte de Minas Gerais, houve adesão ao movimento a partir de segunda. Em Santa Catarina, o Museu Victor Meirelles/IBRAM e Superintendência Estadual do IPHAN entram em greve na próxima sexta-feira (26). Antes, haverá paralisação de 24h na quinta (25), conforme deliberação do Encontro Nacional.
http://www.sintrasef.org.br/home/noticia.php?nid=1246

19/08/2011

MNBA - 3º Festival Internacional de Humor

FESTIVAL INTERNACIONAL DE HUMOR, PROMETEM DEIXAR O RIO DE JANEIRO MAIS ALEGRE.

O 3º Festival Internacional de Humor do Rio de Janeiro traz ao MNBA, além de três exposições sobre charges, cartoons e caricaturas, oficinas de desenho comandadas pelo cartunista Amorim, e o Concurso Nacional de Desenho de Humor. O Festival é o único evento na cidade que mostra o atual trabalho de desenhistas e também traça a evolução do desenho de humor no Brasil, por meio de seus principais expoentes.

As exposições que estarão em cena são: Prêmio 2011 do World Press Cartoon, Três Séculos de Desenho no Brasil e Prêmio Imprensa.

Confira o Vídeo Abaixo!
Período: de 10 de agosto até 25 de setembro de 2011. Terça a sexta-feira das 10 às 18hs; Sábados, domingos e feriados das 12 às 17 horas.

18/08/2011

Museus da Holanda poderão vender obras para pagar contas

Por Archana Ramanujam

ROTERDÃ, Holanda (Reuters) - O Museu Wereldmuseum (museu do mundo), de Roterdã, planeja vender suas raridades africanas e americanas para cobrir os futuros rombos nas receitas por causa da crise econômica na Europa e os cortes de subsídios dados pelo governo às artes, previstos para 2013.
O Wereldmuseum é uma das várias instituições holandesas que estão sob pressão para arrecadar dinheiro entre o público. As ideias avaliadas incluem desde um patrocínio ligado a um reality show à abertura de um hotel nas suas dependências.
'Nós vamos vender as coleções inteiras da África e das Américas, e somente vamos manter as peças principais do restante do acervo, para que possamos nos concentrar em arte asiática', disse o diretor do Werelmuseum, Stanley Bremer.
'Vamos colocar no banco o dinheiro que arrecadarmos', declarou ele à Reuters. 'Se você está alerta para a situação na Europa, pode ver que poderá haver um problema em cinco ou seis anos. Então, ou nos acomodamos ou fazemos um plano. E nosso plano é levantar dinheiro para ser o mais autossuficientes possível.'
O governo disse que subsídios estatais para as artes e cultura sofreriam um corte de 200 milhões de euros a 700 milhões de euros a partir de 2013, e que no futuro os museus terão de obter 17,5 por cento de sua renda de novos financiadores ou parceiros.
INDIGNAÇÃO
A possível venda -- se nenhum outro museu na Holanda puder adquirir as obras, outros compradores serão aceitos -- provocou indignação em alguns setores.
A coleção africana do Wereldmuseum é uma das mais antigas da Europa e abrange peças recolhidas por mercadores holandeses a partir do século 19, como o empresário Hendrik Muller, que fazia comércio na África.
'Seria uma imensa perda para a Holanda. Precisamos garantir que eles fiquem na Holanda', disse o presidente da Fundação da Holanda para Coleções Etnográficas, Steve Engelsman. A entidade representa os oito museus etnográficos do pais.
Bremer afirmou que o museu vai se voltar para suas coleções da Ásia e Ásia-Pacífico porque já existem cinco outros na Holanda dedicados à África.
O Museum Boerhaave, em Leiden, direcionado para história da ciência e medicina, poderá também ter de recorrer à venda de obras, já que corre o risco de fechar.
'É possível que alguns itens tenham de ser vendidos, se não pudermos obter dinheiro por outros meios', disse o diretor Dirk van Delft.
O museu Meermanno, que reúne livros, situado em Haia, iniciou um esquema de patrocínio para suas obras.
Denominada 'Boek zoekt vrouw, man of bedrijf!' ou 'Livro procura uma esposa, marido ou empresa (negócio)', o esquema de patrocínio é um jogo em um popular reality show da TV, intitulado 'Fazendeiro procura Esposa', uma versão holandesa de 'O Solteiro'.

(Reportagem adicional de Sara Webb)
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/08/museus-da-holanda-poderao-vender-obras-para-pagar-contas.html

16/08/2011

MAST - Publicações Museologia

Publicações relacionadas à Museologia estão disponíveis no site do MAST
A Coordenação de Museologia disponibiliza, no site do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST), nove publicações na íntegra e de forma gratuita. Entre elas, estão cinco volumes do livro que reúne textos sobre os assuntos discutidos no ciclo de palestras anual MAST Colloquia, organizado pelo Museu; uma publicação que reúne catálogos e manuais de instrumentos científicos, importante documento para orientar pesquisadores e objeto de divulgação de uma parte do acervo do MAST; os anais do 2º Congresso Latino Americano de Restauração de Metais; e os livros Coleções Científicas Luso-Brasileiras: Patrimônio a ser descoberto e Cultura Material e Patrimônio da Ciência e Tecnologia.
Os interessados devem acessar o site do MAST, na sessão Acervo/Acervo Museológico/Publicações da Museologia ou através dos links abaixo.

Cultura Material e Patrimônio da Ciência e Tecnologia

Coleções Científicas Luso-Brasileiras: Patrimônio a ser descoberto

Anais 2° Congresso Latino-Americano de Restauração de Metais

CATÁLOGOS E MANUAIS

MAST COLLOQUIA 11

MAST COLLOQUIA 10

MAST COLLOQUIA 9

MAST COLLOQUIA 8

MAST COLLOQUIA 7

Serviço
Museu de Astronomia e Cinências Afins- MAST
Rua General Bruce, 586, São Cristóvão – Rio de Janeiro – RJ
Telefones: (21) 3514-5200
Site: www.mast.br

Expo. Tatuagens Urbanas

BH sedia exposição sobre tatuagens urbanas
Exposição vai até o dia 18 de setembro no Museu de Artes e Ofícios.
Confira o Vídeo!

15/08/2011

Vamos ao Museu? Ep. 2

Vamos ao museu? - Repórter Rio
UM DOS PALACETES MAIS INVEJADOS DA ÉPOCA. Repórter Rio: de segunda a sexta, 12h00, na TV BRASIL. Para mais edições, acesse: http://tvbrasil.org.br/reporterrio/
Confira o Vídeo!

12/08/2011

Museu dos Teatros é desativado; acervo vai para o Teatro Municipal - CBN

O Museu dos Teatros do governo do estado, em Botafogo, foi desativado e parte do acervo que conta a história da dramaturgia do país será levada para o teatro Municipal. A secretária estadual de cultura Adriana Rattes explicou que o fechamento é para recuperação do prédio e também por causa do processo de remodelação de todos os museus... Adriana Rattes ressaltou que as mudanças relacionadas aos museus têm o objetivo de manter instituições fortes que atraiam visitantes para fortalecer os patrimônios culturais.

O IMPORTANTE NA POLÍTICA DE MUSEUS E NESSA QUESTÃO É A GENTE PENSAR QUE A GENTE NÃO, QUE NÃO TEVE SE TER PEQUENOS MUSEUS COM POUCA FORÇA, E O MUSEU DOS TEATROS NA VERDADE NUNCA FOI UM MUSEU NO CONCEITO DE MUSEU TOTAL, PRA VISITAÇÃO, PRA PROGRAMAS EDUCATIVOS. ELE ERA UMA RESERVA TÉCNICA, UM ACERVO IMPORTANTE APENAS...
Ouça a notícia completa no link abaixo!

Doutorado em Museologia e Patrimônio - aula inaugural

JC e-mail 4318, de 09 de Agosto de 2011.
16. Primeiro Doutorado em Museologia e Patrimônio da América Latina tem aula inaugural

Unirio e Mast celebram os cinco anos no Programa de Pós-graduação em Museologia e Patrimônio com Seminário Internacional de Pesquisa
A Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast) promovem, entre os dias 15 e 17 de agosto, o Seminário Internacional de Pesquisa, em comemoração aos cinco anos do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio (PPG-PMUS). A celebração marca também o início do primeiro doutorado em Museologia e Patrimônio da América Latina. O evento acontece no auditório do prédio anexo ao Mast, no Rio de Janeiro (RJ).

No dia 15, o encontro começa às 14h com a instalação do curso de Doutorado. A Aula Inaugural será ministrada pelo presidente do Conselho Internacional de Museus (ICOM), Hans-Martin Hinz, com tradução simultânea. A comemoração segue até as 17h, com apresentação musical e homenagens. Na terça-feira, 16, o seminário abre espaço para a Jornada de Reflexão - Museologia e Patrimônio, com palestras, mesas-redondas e debates.
Para encerrar a programação, na quarta-feira, 17, pesquisadores da área de Museologia e Patrimônio apresentam os resultados de seus trabalhos e mostram um panorama da área na América Latina. Às 16 horas, os participantes serão convidados a fazer uma visita ao Mast. Eles poderão conhecer todas as instalações do Museu, entre exposições e as áreas de guarda para arquivos e instrumentos científicos centenários, além dos pavilhões astronômicos presentes no Campus de 40 mil m².
Marcus Granato, vice-coordenador do PPG-PMUS e Coordenador de Museologia do Mast, diz que o Programa mostra seu amadurecimento. Segundo ele, os cursos de pós-graduação (mestrado e doutorado) seguem a tradição de 70 anos da Escola de Museologia, oriunda do Museu Nacional, e hoje com sede na Unirio.

"Com o mestrado e, agora, o doutorado teremos um fluxo de 30 alunos formados por ano. E eles atendem a uma demanda crescente do mercado. Não existe mão-de-obra disponível entre as pessoas que formamos", acrescenta.

Será aberto, no início de agosto, mais um processo seletivo, tanto para o mestrado quanto para o doutorado, para as turmas que começam suas atividades em 2012. "Estamos iniciando uma nova etapa nesse caminho de estruturação científica e acadêmica da museologia no Brasil, começando a formação de doutores. É um marco histórico", afirma Granato.

(Ascom do Mast)

Expediente • Contato • Site da SBPC Navegue por aqui
Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC©2002
Todos os direitos reservados / All rights reserved

http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=78763

09/08/2011

Matéria na Istoé: O museu como meio de comunicação

Museus brasileiros desenvolvem suas ferramentas na internet e começam a encarar um novo papel cultural
Paula Alzugaray


MAIS QUE UMA VISITA: Museus nacionais começam a firmar presença em redes sociais e a criar seus próprios canais online

Desde a inauguração da nova sede, em 2008, a Fundação Iberê Camargo, de Porto Alegre, realizou sete exposições, com palestras e mesas de debate, que foram devidamente documentadas em vídeo e gravadas em áudio. Elas estão disponibilizadas para visitas virtuais e em podcasts (arquivos em áudio) no site do museu. Já o MIS-SP, desde sua reinauguração em 2009, colocou a vida virtual em sua agenda de prioridades e, com o uso de uma plataforma livre, criou uma comunidade digital, a Rede MIS. A Fundação Iberê Camargo e o novo MIS são instituições reestruturadas no contexto do novo século, à luz das necessidades de um público habituado a ter toda a informação do mundo ao alcance de um clique. Por isso, tendem a reconhecer suas ferramentas digitais não como mecanismos de armazenamento de dados, mas como veículos de comunicação, de produção de conhecimento em tempo real e de fomentação de uma participação mais ativa do público.

No Brasil, com todas as dificuldades que os museus têm para colocar seus projetos institucionais em andamento, a maioria dos sites ainda está correndo atrás do básico: fazer a digitalização dos acervos e atualizar seu banco de dados online. Em março, o Masp conseguiu disponibilizar para consulta virtual imagens e fichas técnicas de 10% de seu acervo de oito mil peças de arte ocidental do século IV até hoje. Já é um avanço. Mas a nova categoria de “visitantes virtuais” ainda se ressente. Diante de uma lista de 20 sites de instituições brasileiras, oferecida em istoé.com.br, ficou claro que o brasileiro quer mais interatividade. “Falta aproveitar melhor as ferramentas da web 2.0, a fim de criar um espaço em que os usuários possam participar, comentar e acrescentar ao acervo dos museus”, opina a internauta Camila Piovesana.

“Os sites dos museus no Brasil ainda são piores do que os de supermercados. Há um problema conceitual que nossos museus não veem: museus são canais de distribuição e devem ser pensados como veículos”, afirma Patricia Canetti, responsável pelo site do MIS-SP e gestora do canalcontemporaneo.art. br, lançado em 2000 como comunidade digital focada na arte contemporânea. Com a popularização das potencialidades interativas da web 2.0., os blogs, os arquivos de compartilhamento audiovisual e as redes sociais se tornaram tão importantes para os museus quanto os seus espaços físicos. A adesão a uma estrutura wiki, em que todos contribuem e editam informações, tem sido uma tendência seguida por sites de diferentes museus ao redor do mundo. A Museum and the Web 2010, conferência anual sobre os museus e as mídias digitais, que aconteceu entre os dias 13 e 17 de abril, no Colorado, EUA, teve um enorme contingente de palestrantes que dedicaram suas falas à implantação de estruturas semelhantes à Wikipédia. O Indianapolis Museum of Art (IMA) anunciou um serviço de consulta chamado IMA LAB, que permite aos internautas acompanhar detalhes como orçamento, estatísticas de consumo de energia da instituição e obras em empréstimo; e o whitney.org acaba de lançar o Artist Wiki Project que oferece aos artistas as ferramentas para a edição de informações.

Ainda não temos nos sites brasileiros nada parecido com as plataformas wiki, mas há outros dados que determinam a qualidade de um museu online: o uso de mídias em múltiplos formatos, a criação de maneiras inovadoras de complementar exposições físicas e a concepção de formas criativas de cativar a participação da audiência. Antenada, a pinacoteca.org.br disponibiliza o projeto “Museu Para Todos”, em que o internauta acessa links, fóruns e textos de apoio à compreensão das mostras. Também é interessante notar como uma ferramenta virtual pode ajudar a mudar o museu físico. Um bom exemplo é a sessão Como Participar no site do MAM-SP, que dá o passo a passo sobre como apoiar o museu e expõe os benefícios de tornar-se um parceiro.



Fonte

Revista Eletrônica EducaMuseu

É com grande alegria que informamos a todos que a primeira edição da revista eletrônica EducaMuseu está disponível. Confira já!

http://www.educamuseu.com/p/revista_15.html

Ano I - Número 01 - Agosto 2011

PROCESSO MUSEOLÓGICO E EDUCAÇÃO: contribuições e perspectivas - Maria Célia Teixeira Moura dos Santos

Trabalhadores de Museus: O público esquecido pelos serviços educativos - Gabriela Figurelli

Museus e o público infantil – alguns casos e várias reflexões - Maria Isabel Leite

A evolução histórica dos Serviços Educativos em museus - Moana Soto

Serviços Educativos Online nos Museus Portugueses - Sandra Daniela Ferreira Barbosa

“Musealizando” - Proposta de uma actividade educativa no Museu Nacional de Machado de Castro - Cátia Raquel de Teixeira Ferreira

A Aula no Museu Municipal de Caxias do Sul/RS - Fabiana de Lima Sales

Resenha GRINSPUM, Denise & Araújo, Marcelo. “Educação em Museus” - Fernanda Castro

08/08/2011

Morde e Assopra no Museu

Virgínia vira uma estátua de cera
Isaías comemora e se certifica com Santorini que a dinossaura será sempre uma estátua
"um museu de cera que se presta só usa modelos vivos"
"o objetivo da inauguração é podar uma placa elogiando a administração do prefeito"
Confira o vídeo!

05/08/2011

Governo do Amazonas consegue anular tombamento de Encontros das Águas

A Justiça Federal do Amazonas anulou nesta quinta-feira (4) o tombamento provisório do Encontro das Águas do rios Negro e Solimões, em Manaus. O fenômeno se estende por uma faixa de mais de seis quilômetros, onde os rios se encontram, mas não se misturam. O Encontro das Águas é uma das principais atrações turísticas de Manaus.

O tombamento provisório do fenômeno natural ocorreu em novembro do ano passado com o objetivo de proteger seu valor histórico, cultural, estético, paleontológico, geológico e paisagístico. No entanto, o governo do Amazonas ingressou com uma ação na Justiça Federal do Amazonas afirmando que houve falhas no processo administrativo de tombamento do Encontro das Águas. O Executivo amazonense questionou, na ação impetrada na Justiça Federal, a ausência de audiências públicas e que também não foi notificado do processo de tombamento do Encontro das Águas.

Pela decisão do juiz Dimis da Costa Braga, da 7ª Vara Federal, a falta de audiências públicas foi a grande falha do processo de tombamento do Encontro das Águas. As outras alegações do Executivo amazonense não foram acatadas. “Tratando-se de um bem cuja importância transcende, inclusive, os limites regionais, como é o Encontro das Águas, impõe-se oportunizar a participação da sociedade, órgãos, institutos e outros interessados no processo de tombamento”, diz o juiz na decisão.

“De outra forma, as audiências e consultas públicas nada mais são que instrumentos utilizados para dar efetividade aos princípios ambientais da participação e informação, os quais se encontram expressamente previstos no Princípio nº 10 da Declaração do Rio/92 (Eco/92). Faz-se imprescindível que o Iphan, antes da conclusão do processo, realize pelo menos uma audiência ou consulta pública na cidade de Manaus e pelo menos uma em cada um dos municípios cujo território incida na área tombada”, complementa o magistrado. A reportagem do iG não conseguiu contato com o Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

Apesar da decisão, o juiz reconhece a importância do bem para a cidade de Manaus e as constantes ações de degradação das margens dos dois rios, como a instalação de portos ilegais na região. Além de ser considerado um fenômeno natural único, o Encontro das Águas também tem o sítio arqueológico mais antigo do Amazonas já encontrado. O sítio dona Stella tem vestígios arqueológicos dos anos 8.000 a 9.000 antes de cristo.

O processo de tombamento do Encontro das Águas é alvo de uma grande polêmica desde o ano passado. Não somente o governo do Amazonas como empresários questionam a ação do Iphan buscando uma flexibilização da área e das regras do tombamento. Na região, a empresa Lajes Logística pretende construir um porto na margem direita do Encontro das Águas, um projeto de aproximadamente R$ 200 milhões. Os responsáveis pelo projeto afirmam que a obra gerará 600 empregos diretos durante a construção e 200, quando estiver em fase de operação. O porto ocuparia uma área de 600 mil metros quadrados.

Na terça-feira, o Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam) já havia liberado a licença de instalação do porto, apesar da área ainda ser considerada, naquele momento, provisoriamente tombada. A decisão foi de encontro a uma determinação da Justiça Federal do Amazonas que proibiu o seguimento de qualquer processo de licenciamento antes da definição sobre a confirmação ou anulação do processo de tombamento do Encontro das Águas.

FONTE: http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/am/governo+do+amazonas+consegue+anular+tombamento+de+encontros+das+aguas/n1597117889461.html

II Fórum de Museus do Estado do Rio de Janeiro



Casa de Rui Barbosa

04/08/2011

Para dirigente do Iphan/RJ, é 'ridículo' dizer que ele não pode autorizar obras no Maracanã

Roberto Pereira de Souza
Em São Paulo

O superintendente do Iphan, no Rio de Janeiro, Carlos Fernando Andrade, negou nesta quarta-feira (03/08) que tivesse cometido improbidade administrativa ao autorizar previamente a demolição da marquise do Maracanã, tombado em 2000 por seu valor histórico e etnográfico. A juiza Regina Coeli Formisano, da sexta Vara Federal, pode conceder nas próximas horas liminar que interrompe as obras na cobertura do estádio.

O superintendente Carlos Fernando Andrade reagiu com mais veemência quando foi questionado sobre sua atribuição formal de conceder autorização prévia para obras em bens tombados. Para o procurador da República, Maurício Andreiuolo, houve improbidade administrativa por parte de Fernando Andrade.

“Isso é ridículo”, disse o superintendente do Iphan. “É minha atribuição cuidar de tudo”.

O pedido de liminar encabeça a açao civil pública movida pelo procurador da República Maurício Andreiuolo, que denuncia o que considera “uma série de irrregularidades desde a autorizaçao prévia assinada pelo superintendente até o início das obras sem análise do corpo técnico e conselho consultivo do Iphan”.

Questionado sobre os pontos que sustentam o pedido de liminar e o de ação civil pública federal contra o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico, o superintendente do Iphan respondeu tópico a tópico.

Sobre a autorização prévia escrita em ofício e não em formulário técnico adequado como determina a Portaria 420 do Iphan:

“Entendi que numa análise complexa como esse meu parecer de 4 abril/2011, a portaria seria insuficiente e inadequada. Por ser documento interno, apenas o presidente do Iphan é que pode determinar a inadequaçao ou nao do uso ou nao do formulário ou da portaria. Formei um processo administrativo e enviei a Brasília. Até hoje, não recebi por parte da presidência do Iphan nenhum tipo de questionamento sobre o uso da portaria 420”, comentou Carlos Fernando Andrade.

Outro ponto negativo enfatizado pelo procurador da República se refere ao fato de as obras terem começado mediante uma simples autorização prévia, o que também “contraria o regulamento de preservaçao de bem tombado”.

“Eu concordo com isso também”, disse o superintendente ao ser questionado. “Autorizaçao prévia não é uma autorizaçao de obra. Mas acontece que a obra, nesse caso, é uma demoliçao . Há laudos sobre o estado de colapso da cobertura . É a retirada de algo que representa perigo para vidas humanas e para o bem tombado”.

Perguntado sobre quem deveria ter fiscalizado o bem tombado para evitar o colapso da cobertura, o superintendente foi genérico: “ todos nós, mas o Iphan não tem especialistas para realizar esse trabalho. Como o estádio é do Estado, entendo que era atribuição da Secretaria de Obras fazer esse acompanhamento de engenharia estrutural”.

O Maracana foi tombado em 2000 pela modalidade etnográfica e não como patrimônio histórico, de valor arquitetônico. Mesmo assim, o procurador da República pede a paralisação da demolição da marquise, atento ao fato de que as obras não foram formalmente autorizadas pelo conselho consultivo do Iphan.

Fonte: http://esporte.uol.com.br/futebol/copa-2014/ultimas-noticias/2011/08/04/superintendente-do-iphan-diz-que-e-ridiculo-dizer-que-nao-pode-autorizar-obras-no-maracana.htm

Fonte:

Artista expõe mulher gigante em lago na Alemanha

Uma mulher gigante está exposta no lago Alster, em Hamburgo, na Alemanha. A obra, de 4 metros de altura, que imita uma mulher descansando durante um banho, é do artista Oliver Voss. Ela estará exposta até dia 12 de agosto. (Foto: Morris Mac Matzen / Reuters)



Do G1 por sugestão da Moana do EducaMuseu.

03/08/2011

Vamos ao Museu?

Estreia do quadro Vamos ao museu?
Um jeito diferente de mostrar o riquíssimo acervo histórico do Rio.
O primeiro passeio é sobre a história do automóvel no Brasil.
Confira o vídeo!

Vamos ao museu?

Programa da TV Brasil divulga museus do Rio de Janeiro
O programa Repórter Rio, da TV Brasil, inaugura nesta quarta-feira, 3/8, a série Vamos ao Museu?, que irá ao ar toda a semana (às quartas, das 12h às 12h30), sempre com um museu como tema. A série vai mostrar a riqueza histórica e cultural guardada nos museus da cidade do Rio de Janeiro.
A intenção é usar uma linguagem moderna para “guiar o telespectador por diferentes épocas, civilizações e costumes que revelam curiosidades sobre a vida do povo brasileiro e de seus antepassados”, anuncia a emissora.
O quadro de estréia apresenta o Museu Histórico Nacional/Ibram. Foi feita extensa gravação no circuito de exposição de longa duração do museu, com destaque para a iconografia de Tiradentes, carruagens e a Santa do Pau Oco, entre outras peças.
O Museu da República/Ibram e o Museu Nacional Quinta da Boa Vista serão as próximas atrações do programa, e logo outras instituições museais também serão mostradas. O programa tem roteiro e direção de Renata Chaiber e edição e apresentação de Cláudia Tisato.
Veja o vídeo de divulgação da série:

02/08/2011

Amanhã! Memória e Informação na Casa de Rui com Marilia Xavier Cury

Museu Casa de Schwarzenegger

Schwarzenegger ganha museu em sua cidade natal na Áustria


NOVA YORK — Um novo museu em homenagem a Arnold Schwarzenegger, o fisiculturista, ator de Hollywood e ex-governador da Califórnia, abriu neste fim de semana na vila austríaca onde ele nasceu, Thal, perto de Graz, marcando seu 64º aniversário.
O museu, localizado na casa onde Schwarzenegger viveu até se mudar para a Inglaterra em 1966 e depois para os EUA, claramente tem sua aprovação. Os objetos em exibição incluem não apenas sua cama da infância e seu primeiro equipamento de levantamento de peso, mas também uma espada do filme "Conan, o bárbaro", lembranças do "Exterminador do futuro" e uma cópia da mesa usada por ele enquanto governador.
Apesar dos recentes golpes na imagem de Schwarzenegger nos EUA com a descoberta de um filho fora do casamento, a coordenadora do museu, Helga Forstner, acredita que "sua carreira foi tão extraordinária que o povo austríaco sente orgulho dele".

http://extra.globo.com/tv-e-lazer/schwarzenegger-ganha-museu-em-sua-cidade-natal-na-austria-2360808.html
Ocorreu um erro neste gadget