30/05/2009

Uma Noite no Museu Nacional

Notícias Sábado, 30 de maio de 2009
JC e-mail 3770, de 27 de Maio de 2009.

20. Uma “verdadeira” noite no museu

O Museu Nacional/UFRJ abre suas portas, no dia 30 de maio, para 20 crianças de 9 e 10 anos que irão passar uma noite na companhia de esqueletos de dinossauros e múmias egípcias

As crianças, alunos do Cap-UERJ, serão recepcionadas por atores caracterizados de personagens da Família Real, como D. João VI, D. Carlota Joaquina e Dona Maria.

Depois, percorrerão o museu, participando de atividades educativas e montarão seus acampamentos na hora de dormir. A idéia é contar de forma descontraída um pouco da história do Palácio de São Cristóvão e das pesquisas realizadas na instituição. Esta iniciativa tem patrocínio da Faperj e acontecerá também nos dias 27 de junho e 25 de julho.

Monitores realizarão oficinas com os estudantes, explicando o conteúdo de algumas salas e demonstrando as diversas áreas de atuação científica do museu. Esquetes com atores caracterizados de personagens da Família Real e outras atrações surpreendentes prometem divertir a criançada durante a noite.

O grupo vai poder dormir na sala onde fica a nova exposição do Museu Nacional/UFRJ: “Dinossauros no Sertão”, ao lado do Angaturama limai, um esqueleto de dinossauro com seis metros de comprimento. É a oportunidade de conviver com a maior réplica de um dinossauro carnívoro já montado no país.

Os alunos do CAp-UERJ foram selecionados pelo próprio colégio. O grupo chegará ao museu às 17h e sairá no dia seguinte, às 10h, após um café da manhã com os pais. As crianças só precisarão trazer seu pijama, travesseiro, roupa de cama e material para higiene pessoal.

O projeto “De Pijama no Museu” foi idealizado pelo setor de Paleovertebrados do Departamento de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional/UFRJ. Com patrocínio da Faperj, serão realizadas três edições. O museu espera conseguir outros patrocínios para dar continuidade ao evento ao longo do ano.

O Museu Nacional/UFRJ fica na Quinta da Boa Vista, s/n, São Cristóvão. Informações pelo fone: (21) 2562-6042.
(Assessoria de Comunicação do Museu Nacional)

13/05/2009

o Nascimento do IBRAM

20 de janeiro de 2009
E nasce o Ibram
Gazeta de Alagoas, Caderno B, 20/01/2009

Aprovado em dezembro do ano passado pela Câmara e pelo Senado, o projeto que cria o Ibram espera apenas a sanção do presidente Lula

Suzana Velasco - Agência O Globo

Rio de Janeiro, RJ - Em dezembro de 2008, foi aprovado na Câmara dos Deputados o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), que precisará de R$ 22,2 milhões para sua implantação. Apesar de ter recebido críticas pela criação de mais gastos para o governo num momento de crise econômica, o Ibram estava em análise no Legislativo desde 2006 e era um desejo do ex-ministro da Cultura, Gilberto Gil - que, em 2004, criou o Departamento de Museus, dirigido por José Nascimento Júnior e vinculado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Pergunta - De que forma o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), como um órgão separado do Iphan, pode beneficiar os museus nacionais?

José Nascimento - Desde 2002, o programa do presidente Lula prevê um tratamento diferenciado para os museus na política cultural, o que é uma antiga reivindicação do setor museológico. O Iphan só passou a ter um Departamento de Museus em 2004, perto dos seus 70 anos. Naquele momento, o ministro Gilberto Gil não conseguiu criar o Ibram, mas esse era o objetivo. O instituto vai ajudar o Iphan a se concentrar no patrimônio material, imaterial e arqueológico, o que já é muita coisa. O Instituto Português de Museus foi criado há mais de 15 anos. A Espanha, que também tem estruturas próprias para o setor, mostra que isso valoriza os museus, qualifica sua gestão e melhora os serviços para a população. O Brasil tem o sexto setor do mundo, com 2.607 museus, e não poderia ficar fora dessa tendência internacional. Entre 2001 e 2007, a área de museus movimentou R$ 1,5 bilhão. São 200 milhões de bens culturais sob a guarda dos museus e 40 mil empregos diretos. Saltamos de 15 milhões de visitantes para 29 milhões entre 2003 e 2008. Toda essa grandeza de valores justifica a criação de um órgão que gerencie a preservação, a pesquisa e a economia dos museus.

UM NOVO COMANDO PARA O SETOR MUSEOLÓGICO
INSTITUTO BRASILEIRO DE MUSEUS - O Ibram substitui o Departamento de Museus, desvinculando-se do Iphan. O instituto tem como objetivo formular uma política cultural para todos os museus brasileiros, não só os federais, melhorar os serviços do setor, aumentar a visitação e arrecadação dos museus, fomentar políticas de aquisição e preservação dos acervos e criar ações integradas entre os museus brasileiros.

ESTATUTO DE MUSEUS - Prevê normas para orientar a gestão dos museus brasileiros, como a obrigatoriedade de um plano museológico e de um programa de segurança, periodicamente testado, além da formulação de uma política de aquisição.

CARGOS - 425 por concurso público e 110 cargos de confiança.

RECURSOS - Serão necessários R$ 22,2 milhões para a implantação do Ibram, provenientes do Ministério do Planejamento. O Departamento de Museus teve R$ 45 milhões de orçamento direto em 2008 (além dos financiamentos obtidos via Lei Rouanet), valor que se pretende que seja aumentado com o Fundo Nacional de Desenvolvimento dos Museus, em análise na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

DATA DE IMPLANTAÇÃO - A previsão é de que o Ibram comece a funcionar em março deste ano.

* Publicado por Carol Lobo/Comunicação Social
* Categoria(s): Na Mídia
* Tags: Ibram, Museus, Na Mídia

09/05/2009

Museu da Corrupção on-line

No dia em que se comemoram os 509 anos do descobrimento do Brasil e em que a farra das passagens aéreas no Congresso ganha as manchetes do noticiário, o Diário do Comércio inaugura o seu Museu da Corrupção on-line, um espaço de exibição e reflexão sobre os escândalos que marcaram a história do País.
O Museu se localiza em um prédio virtual criado pelo arquiteto Rodrigo Moreira, com direito a saguão principal, diversas salas, galerias, lojas e uma livraria. Pensado como um trabalho em permanente construção, dá destaque, em sua versão inaugural, aos 15 episódios mais rumorosos dos últimos anos no País.
A cada um é destinada uma sala com um relato, imagens e uma lista de reportagens que mostram a repercussão na grande imprensa. Neste primeiro momento, o site vai tratar do período entre a década de 1970 e os dias atuais. A proposta, porém, é recuar década a década, século a século, até os tempos coloniais
Para visitar o Museu , basta acessar o endereço: www.dcomercio.com.br/especiais/2009/museu/index.htm. Mais informações pelo e-mail: museu@dcomercio.com.br.

07/05/2009

Imagens do Museu no Cinema

uma noite no museu 2

BBB 9 no Museu da República

Flávio, do 'BBB 9', é assediado por fãs mirins em exposição no Rio

O ex-brother foi ao Museu da República nesta quarta-feira, 6

Flávio, do "BBB 9" foi assediado por fãs mirins enquanto visitava a exposição "Constituição de 1988 - a voz e a letra do cidadão" no Museu da República, no Rio, nesta quarta-feira, 6. O ex-brother tirou fotos com os estudantes e até com as professoras que também estavam no local.

Ocorreu um erro neste gadget