28/12/2012

Turistas precisarão passar por higiene antes de visitar Capela Sistina

Os afrescos pintados por Michelangelo há 500 anos estariam em estado grave Foto: Divulgação/27-03-2007


VATICANO - O Vaticano anunciou que os turistas que visitarem a Capela Sistina nos próximos anos precisarão passar por um processo de higiene. O objetivo é proteger os afrescos pintados por Michelangelo há 500 anos que, segundo Antonio Paolucci, diretor dos museus da sede da Igreja Católica, estão em estado grave.

O aumento de turistas (hoje são cinco milhões por ano, com picos de até 300 mil por dia), de acordo com o Vaticano, tem causado sérios danos às pinturas. A forte presença de pessoas altera a temperatura da sala.

Para resolver o problema, o Vaticano planeja instalar, no início de 2013, tapetes especiais para limpar os calçados dos visitantes e aspiradores potentes para absorver as partículas de poeira das roupas.

Além destas medidas, os turistas ainda passarão por uma sala em que reduzirão a temperatura corporal e o nível de umidade.

— Os grandes inimigos dos afrescos são a temperatura, a umidade e o dióxido de carbono — explicou Antonio Paolucci ao jornal italiano Corriere della Sera.

O número de visitantes da Capela Sistina dobrou nos últimos 10 anos. A ideia do Vativano é proteger o patrimônio de maneira que não impeça os visitantes de continuarem a frequentar o local.

Assim, tem previsto para ano que vem um novo sistema de climatização e controle de umidade e poeira. Os equipamentos são outra esperança de Paolucci para evitar uma medida mais drástica.

— Se as medidas derem certo, não precisaremos limitar a entrada. Caso contrário, precisaremos recorrer a esta estratégia — declarou Paolucci.

http://extra.globo.com/noticias/mundo/turistas-precisarao-passar-por-higiene-antes-de-visitar-capela-sistina-7117047.html

05/12/2012

Frevo pernambucano é Patrimônio da Humanidade

Paris se rendeu ao frevo pernambucano, nesta quarta-feira, dia 5 de dezembro. A 7ª Sessão do Comitê Intergovernamental para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial aprovou por unanimidade a inscrição do Frevo – Expressão Artística do Carnaval do Recife como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. A ministra da Cultura, Marta Suplicy, e a presidenta do IPHAN, Jurema Machado, integram a delegação brasileira que participa da reunião que acontece na sede da UNESCO.

A ministra Marta Suplicy comemorou o resultado ressaltando que “é extremamente importante a escolha do frevo. Ele é uma força viva. Para nós, o frevo junta dança, música, artesanato. É um enorme orgulho, ter todas estas capacidades reconhecidas.” Ela disse ainda que “ter essa possibilidade de reconhecimento em nível internacional, ajuda manter e preservar nossa riqueza.” A ministra discursou logo após quando agradeceu e valorizou a importância do reconhecimento que o Frevo obteve.

A presidenta do IPHAN explicou que o Frevo foi inscrito no Livro de Registro das Formas de Expressão em fevereiro de 2007, que foi o primeiro passo para todo o trâmite que se encerrou com a aprovação do Frevo como Patrimônio Imaterial da Humanidade. “O reconhecimento da UNESCO sempre dá maior visibilidade e salvaguarda de proteção para os bens, tanto nacional quanto internacionalmente.” completou Jurema Machado.

Entre os países membros do Comitê, além do Brasil, estão Albânia, Azerbaijão, Bélgica, Burkina Faso, China, República Checa, Egito, Espanha, Grécia, Granada, Indonésia, Japão, Quirguistão, Letônia, Madagascar, Marrocos, Namíbia, Nicarágua, Nigéria, Peru, Tunísia, Uganda e Uruguai. Na pauta do evento está a análise dos relatórios dos países signatários da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, a avaliação dos bens inscritos, em 2012, na Lista do Patrimônio Cultural Imaterial em Necessidade de Salvaguarda Urgente, e a seleção das Melhores Práticas de Salvaguarda desenvolvidas até novembro deste ano.

Frevo – Expressão Artística do Carnaval do Recife
Patrimônio Cultural Imaterial brasileiro, o Frevo foi inscrito pelo IPHAN no Livro de Registro das Formas de Expressão em fevereiro de 2007. É uma forma de expressão musical, coreográfica e poética, enraizada no Recife e em Olinda, no Estado de Pernambuco. Trata-se de um gênero musical urbano que surgiu no final do século XIX, no carnaval, em um momento de transição e efervescência social como uma forma de expressão popular nessas cidades.

O Frevo é formado pela grande mescla de gêneros musicais, danças, capoeira e artesanato. É uma das mais ricas expressões da inventividade e capacidade de realização popular na cultura brasileira. Possui a capacidade de promover a criatividade humana e também o respeito à diversidade cultural. As bandas militares e suas rivalidades, os escravos recém-libertos, os capoeiras, a nova classe operária e os novos espaços urbanos foram elementos definidores da configuração do frevo. Do repertório eclético das bandas de música, composto por variados estilos musicais, resultaram suas três modalidades, ainda vigentes: frevo de rua, frevo de bloco e frevo-canção. Desde suas origens, o frevo expressa protesto político e crítica social em forma de música, dança e poesia, constituindo-se em símbolo de resistência da cultura pernambucana e expressão significativa da diversidade cultural brasileira.

O Frevo se concentra nos bairros centrais do Recife (considerados o território embrionário do frevo), no Sítio Histórico de Olinda e bairros olindenses de Águas Compridas, Bairro Novo, Caixa D’água, Jardim Atlântico e Peixinhos. O frevo ocorre, também, em outras cidades brasileiras: Brasília – DF, Campina Grande – PB, João Pessoa – PB, Maceió – AL, Rio de Janeiro – RJ, São Paulo – SP e Salvador – BA.

Para saber mais:
Veja o Folder do Frevo – Expressão Artística do Carnaval do Recife.

Veja as fotos [aqui]

Mais informações
Assessoria de Comunicação IPHAN
comunicacao@iphan.gov.br
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
(61) 2024-5476 / 2024-5477
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
Fonte: Assessoria de Relações Internacionais – ARIN/IPHAN; DPI; ASCOM

http://portal.iphan.gov.br/portal/montarDetalheConteudo.do?id=17015&sigla=Noticia&retorno=detalheNoticia

Eleições 2012


Ocorreu um erro neste gadget