08/09/2009

ex-dirigentes de museus têm sigilo bancário quebrado

site: O Globo publicada em 07/09/2009

SÃO PAULO - Doze ex-dirigentes do Museu da Imagem do Som (MIS) e do Museu da Casa Brasileira (MCB), entre eles dois ex-secretários estaduais de Cultura, nomes importantes da área cultural de São Paulo, tiveram os sigilos bancários quebrados pela Justiça devido a supostas irregularidades na gestão de verbas dos museus, entre 1994 e 2006. Segundo o Ministério Público, eles são suspeitos de desviar receitas obtidas com o aluguel dos museus para eventos privados para duas organizações sociais (OS) que administraram o MIS e o MCB. Em 2007, a gestão José Serra (PSDB) afastou as duas OS (Associação de Amigos do MIS, a Aamis, e Associação de Amigos do MCB) da administração dos museus devido às suspeitas. É o que mostra a reportagem de Ricardo Galhardo desta segunda-feira.
O MP também encontrou indícios de uso de notas frias na prestação de contas do MCB entregues à Secretaria de Cultura, superfaturamento de serviços e perseguições a funcionários. "Os documentos mostram que há sólidos indícios de envolvimento em esquema de improbidade administrativa que importa enriquecimento ilícito de membros da Secretaria de Cultura e de particulares", diz petição do promotor Sílvio Marques, responsável pelo inquérito.
Prática teria aval da Secretaria de Cultura
Ex-diretores do MIS e do MCB que tiveram os sigilos bancários quebrados por suspeitas de irregularidades na gestão de verbas disseram que o dinheiro desviado para as contas das associações de amigos dos museus (Aamis e Aamcb), em vez de ser depositado no Fundo Estadual de Cultura (FEC), como determina a lei, era reinvestido nos próprios museus. A prática, segundo eles, tinha o aval e a orientação da própria Secretaria Estadual da Cultura, até 2006.
- Isso foi uma determinação da própria secretaria. Todo mundo fazia o mesmo, não era uma coisa fora do conhecimento do governo. O dinheiro era reinvestido no próprio museu - disse a ex-diretora do MIS Graça Seligman.

Um comentário:

Ocorreu um erro neste gadget