29/10/2010

Múmia de 700 anos é apreendida na Bolívia

LA PAZ (AFP) - A polícia boliviana apreendeu em La Paz uma múmia de um menino ou menina de cerca de 700 anos, aparentemente de ascendência peruana, ao tentar sair da Bolívia em uma caixa com destino a Europa, informou nesta terça-feira o arqueólogo Jedú Sagárnaga.

Sagárnaga, da Sociedade de Arqueologia de La Paz, disse que "um policial descobriu (no início da semana) os restos em uma caixa no escritório (estatal) dos Correios e isto demonstra que é muito provável que existam redes de tráfico de peças arqueológicas".

Afirmou que realizou uma inspeção dos restos, que se encontram em bom estado de conservação e que poderiam corresponder a um menino ou menina de seis anos, enterrado em posição fetal "há cerca de 700 anos".

O corpo "está envolvido em tecido, o que faz supor que é de ascendência peruana, porque esse era o costume" e "não acredito que seja boliviano, porque aqui eram envolvidos em palha", afirmou o pesquisador à AFP.

"É provável que a múmia provenha das culturas (peruanas) Chancay (que se desenvolveu na costa central, entre 1.200 e 1.470 d.C.) ou Paracas (que nasceu em 500 a.C)", explicou.

Os restos ainda estão em poder da polícia, que espera um trâmite do Ministério boliviano de Culturas para sua entrega à Unidade governamental de Arqueologia, que posteriormente realizará uma avaliação detalhada.

Se for provado que a múmia procede do Peru, ela será devolvida, como parte de acordos bilaterais.


FONTE: http://br.noticias.yahoo.com/s/afp/101029/saude/bol__via_peru_crime_arqueologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget