22/02/2014

Artistas criam museu de grafite em avenida na Zona Norte de SP

Obras do 2º Museu Aberto de Arte Urbana ocuparam pilastras de Santana.
Vídeo do G1 mostra passeio enquanto artistas finalizavam seus trabalhos.

Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo (Foto: Fábio Tito/G1)

As pilastras de sustentação da linha azul do metrô na estação Carandiru, na Zona Norte de São Paulo, ganharam enormes obras de arte neste final de semana. Cerca de 25 artistas cobriram com tinta spray as faces de 11 vigas no canteiro central da Avenida Cruzeiro do Sul, no 2º Museu Aberto de Arte Urbana, o Maau.
A iniciativa tem curadoria dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz e teve sua primeira edição em setembro de 2011. Quase 3 anos depois, as obras desse primeiro evento ainda podem ser vistas em outras pilastras da região.
O G1 acompanhou a execução de algumas obras neste domingo (16). O vídeo ao lado mostra um passeio pelas obras.
"Este projeto tem uma característica mais urbanista e social. Não buscamos só grandes artistas, mas também os jovens que estão buscando espaço", explica Binho Ribeiro. Entre uma conversa e outra com passantes, ele remanejou a distribuição das pilastras para "encaixar" alguns grafiteiros que viram a movimentação e se ofereceram para participar.
No total, 11 pilastras foram usadas, totalizando 22 murais. Entre os artistas participantes estão Binho, Dalata, Caps, Magrela, Enivo, Mauro, Pqueno, Alopem, Dask, ZN Lovers, Sliks, Desp, Coletivo ZN, Feik, Cranio, Minhau, Chivitz, Inea, Biofa, Caze, Zéis e Alex Sena.
Proposta de revitalização da Av. Cruzeiro do Sul, divulgada no perfil do Maau no Facebook (Foto: Reprodução)
Proposta de revitalização da Av. Cruzeiro do Sul,
divulgada no perfil do Maau no Facebook
(Foto: Reprodução)
Pioneiro do grafite no Brasil, com início da carreira em 1984, Binho é também curador da Bienal de Grafite, cuja próxima edição está prevista para janeiro de 2015. Ele conta que a realização do 1º Maau motivou os moradores do bairro de Santana a cobrarem que o canteiro central da avenida fosse tornado em espaço de lazer pela prefeitura.
"Antes isso aqui era muito descuidado, esse meio era todo ocupado por barracos e não tinha segurança. Com o Maau, a gente fez uma proposta de revitalização e os moradores então começaram a apoiar", afirma. Na página do projeto no Facebook há uma foto da proposta, que contava com corredor verde, iluminação e ciclovia.
O canteiro central já ganhou gramados no centro e calçadas dos dois lados que servem como ciclofaixas, mas ainda conta com pouca iluminação. Em alguns pontos já há o que parecem ser pontos de instalação para novos postes.
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Obra de Binho Ribeiro ainda em processo de pintura (Foto: Fábio Tito/G1)
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Zéis trabalha em seu grafite (Foto: Fábio Tito/G1)
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Feik (Foto: Fábio Tito/G1)
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Obras ocupam 11 pilastras sob a linha Azul do metrô, sob a estação Carandiru (Foto: Fábio Tito/G1)
Artistas cobrem com murais de grafite pilastras da Av. Cruzeiro do Sul, na Zona Norte de São Paulo. As obras integram o 2º Museu Aberto de Arte Urbana, iniciativa dos grafiteiros Binho Ribeiro e Chivitz que conta com a participação de mais de 20 artistas. (Foto: Fábio Tito/G1) 
Obras ocupam 11 pilastras sob a linha Azul do metrô, sob a estação Carandiru (Foto: Fábio Tito/G1)

http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2014/02/artistas-criam-museu-de-grafite-em-avenida-na-zona-norte-de-sp.html
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget