18/06/2014

A cultura também parou. Servidores de bibliotecas e museus fazem greve em todo Brasil

por ,
Foto: Ronaldo Bernardi, Agencia RBS
Desde o dia 12 de maio museus e bibliotecas em várias cidades do país estão de portas fechadas. O motivo é a greve dos trabalhadores e servidores da Cultura, que reivindicam melhorias salariais, preservação do patrimônio, participação nas decisões das políticas públicas do ministério e cumprimento de acordos feitos desde 2005, como a criação de um plano de carreira.
Os espaços culturais afetados foram os do Instituto Brasileiro de Museus - Ibram, da Fundação Nacional de Artes - Funarte, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - Iphan, da Fundação dos Palmares e da Biblioteca Nacional, pontos conhecidos como o Museu Imperial de Petrópolis (RJ), Museu Nacional de Belas Artes, Museu Histórico Nacional, Museu das Missões, Museu Victor Meirelles (Florianópolis-SC), Biblioteca Nacional e o Museus da República, todos fechados, alterando diretamente rotas turísticas no Brasil.
A data escolhida para início da greve coincidiu com a Semana Nacional dos Museus, dias em que as instituições fazem programações especiais, desfalcando assim a agenda cultural das principais cidades brasileiras. Nessa quarta-feira os servidores públicos se reuniram para discutir o apoio aos setores em greve e alguns atos foram tirados como encaminhamento para pressionar o governo. Para os dias 10 e 25 de junho e 3 de julho está previsto o Dia Nacional de Lutas nos Estados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget