13/12/2011

Filme sobre Nise da Silveira para 2013

Está prevista para chegar às telas brasileiras em 2013 o filme “Nise da Silveira – Senhora das imagens" com direção de Roberto Berlinder, pretende levar ao grande público a história da médica alagoana que virou referência no tratamento da esquizofrenia no Brasil. Com o trabalho desenvolvido pela médica nos ateliês de pintura e de modelagem da Seção de Terapêutica Ocupacional do Centro Psiquiátrico Pedro II deu origem ao Museu Imagens do Inconsciente. Aconteceu que a produção desses ateliês foi tão abundante e revelou-se de tão grande interesse científico e utilidade no tratamento psiquiátrico que pintura e modelagem assumiram posição peculiar e que deu origem ao Museu Imagens do Inconsciente. O papel-título ficará a cargo de Glória Pires.

Ela não é fofa?


O enredo se desenrola entre 1942 e 1944, período em que Nise chega ao Rio de Janeiro para trabalhar no Hospital Pedro II no Engenho de Dentro. Lá é designada para cuidar da área de terapia ocupacional do centro psiquiátrico da unidade. Ela foi pioneira no tratamento de pacientes ou “clientes” que participavam de atividades de jardinagem, teatro, dança e música.

"A partir desse momento, alguns desses esquizofrênicos embotados transformaram-se em grandes artistas. E, pela leitura que fazia dessas obras, Nise começou a penentrar no inconsciente deles. Este talvez tenha sido seu grande triunfo. O filme fala disso tudo", comentou o diretor Roberto Berlinder, que teve a ideia da produção há cerca de 8 anos.
Belinder conta ainda como surgiu a ideia de trabalhar com a história da médica que trouxe esta visão sobre a esquizofrênia e a arte.

"Não pude evitar. Começou com um pedido de ajuda para que a gente fizesse um comercial para a Casa das Palmeiras, uma das instituições que a Nise fundou. A partir daquele momento, percebemos que tínhamos uma grande história nas mãos, de uma mulher que foi contra tudo e contra todos a vida inteira. E sempre esteve do lado dos maginalizados", disse Berlinder.


Outro ator que vai participar do filme é o Flavio Bauraqui, que vive o "cliente" Otávio Ignácio e também já protagonizou o artista louco Artur Bispo do Rosário, esquizofrênico paranoico que viveu durante 50 anos na Colônia Juliano Moreira, no Rio de Janeiro, no filme "O senhor do labirinto".

Para saber mais:

Trabalho em filme sobre Nise da Silveira "é um sonho", diz Glória Pires - G1

Nise da Silveira: caminhos de uma psiquiatra rebelde - Museu Oscar Niemeyer


Um comentário:

  1. Vc esqueceu de escrever que essas atividades criativas eram na verdade a Terapia Ocupacional exercendo seu papel profissional. Obrigada.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget