29/06/2012

Começa, em São Petersburgo, a 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial

Sob a presidência russa, foram dadas as boas-vindas a todos os participantes da 36ª Sessão do Comitê do Patrimônio Mundial (36ª WHC – sigla em inglês), em São Petersburgo, que teve início no último domingo, 24 de junho. A Direção-geral da UNESCO destacou os importantes e inadiáveis desafios, cada vez maiores, para a preservação do patrimônio, o que deverá implicar um maior compromisso de todos os envolvidos, em especial dos Estados-Partes. Foi reforçado também nesses 40 anos da Convenção, a importância e a necessidade de se enfrentar os desafios do século XXI, como o desenvolvimento sustentável e a construção da paz. 

Com mais de 190 delegações de países de todo o mundo, já no primeiro dia de trabalho intenso, a UNESCO lançou o Programa de Patrimônio Mundial e Turismo Sustentável (WH+ST), convidando os Estados-Partes a participarem da iniciativa que tem como objetivos ações que visam integrar os princípios do turismo sustentável aos mecanismos da Convenção do Patrimônio Mundial para promover uma gestão turística eficiente, responsável e sustentável, baseada nos contexto e necessidades locais. O WH+ST é resultado de um intenso processo consultivo realizado por um grupo de trabalho sob a presidência da Suíça, envolvendo a Alemanha, Eslovênia, Argentina, China, Tanzânia, Líbano, UNWTO, ICOMOS, IUCN, ICCROM e o Centro do Patrimônio Mundial. Segundo a proposta, a expectativa é que os centros de categoria II da UNESCO, como o Centro Lucio Costa, no Rio de Janeiro – administrado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) – possam contribuir como parceiros para a sua implementação. 

A delegação brasileira já está em São Petersburgo e participa da 36ª WHC como observador. Este ano, o IPHAN defende a inclusão da cidade do Rio de Janeiro na Lista de Patrimônio Mundial como Paisagem Cultural Urbana. Caso o título seja aprovado, o Brasil será o primeiro país a ter um bem reconhecido nesta categoria. Além disso, os locais da cidade valorizados na candidatura (o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Floresta da Tijuca, o Aterro do Flamengo, o Jardim Botânico e famosa praia de Copacabana, além da entrada da Baía de Guanabara) serão alvo de ações integradas visando à preservação da sua paisagem cultural. A ministra da Cultura, Ana de Hollanda, vai acompanhar a votação, marcada para o próximo sábado, dia 30 de junho. 

Outro tema importante para o Brasil, que também será debatido, é o processo de implementação dos centros de categoria II da UNESCO, entre eles, o Centro Lucio Costa. Na ocasião será apresentado o relatório da II Reunião Anual, ocorrida em Milão, em janeiro deste ano, que apresenta ao Comitê a proposta de realização da IV Reunião Anual dos Centros de categoria II da UNESCO, no Rio de Janeiro, em 2014.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget