08/02/2013

Nota de Repúdio dos alunos da UFRB

Nota de Repúdio

O Diretório Acadêmico Recôvexando a Museologia, na condição de representante do corpo Discente do Curso de Graduação em Museologia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) vem, por meio desta, manifestar a indignação com relação a total falta de respeito aos profissionais Museólogos e Museólogas do estado da Bahia apresentada em 25 de janeiro de 2013 pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC) ao lançar o edital nº 001/2013 para Processo Seletivo Simplificado, para contratação de pessoal, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo – REDA, para as Funções Temporárias de Técnico de Nível Médio e Técnico de Nível Superior e Museólogo para atuarem nas áreas Administrativas e Operacionais deste Instituto. É claro a prática de discriminação institucional, uma vez que o referido edital não compreende o profissional museólogo e museólogo como profissão de nível superior, e diferencia a remuneração de forma absurda quando comparada a outros profissionais como jornalistas, antropólogos, advogados e contadores presentes nesse mesmo edital.
Enquanto os profissionais advogados, contador, antropólogos, conforme o citado edital, trabalhando 40 horas semanas, terão a remuneração constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 991,80 (novecentos noventa um reais e oitenta centavos), acrescido de uma Gratificação de Função de no valor de R$ 1.296,59 (Hum mil duzentos e noventa e seis reais e cinquenta e nove centavos), e de auxílio alimentação e de transporte por dias úteis trabalhados totalizando R$2.288,39. O Profissional Museólogo, também trabalhando 40 horas semanais, terá a remuneração constituída pelo vencimento básico no valor de R$ 796,17 (setecentos e noventa e seis reais e dezessete centavos), acrescido de uma Gratificação de Função no valor de R$ 847,13 (oitocentos e quarenta e sete reais e treze centavos) totalizando R$1.643,30.
Apoiamos o Conselho Regional de Museologia 1ª região, que dada a ausência de respostas do IPAC e da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, protocolou Pedido de Suspensão para retificação do Edital 001/2013 - IPAC junto ao Ministério Público do Estado da Bahia, Número 003.0.21454/2013 em 05/02/2012 às 11:16h. E esperamos que todos os colegas e todas as colegas profissionais e estudantes da área se junte nesta luta que é de todos nós em busca do respeito e reconhecimento dos profissionais, e na busca pela equiparação salarial imediata neste concurso. Por uma Sociomuseologia além da teoria!
 
Att,

Diretório Acadêmico Recônvexando a Museologia – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.
(enviado por Janaína Miranda)

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Endosso o manifesto dos colegas e, com vocês e todo país, exigimos a correção do absurdo cometido pelo IPAC e Secult - BA. Compartilhamos firmemente da luta de vocês.

    Saulo Moreno Rocha - Museologia - UFSC (Ah, e caatingueiro de Vitória da Conquista, nossa Bahia)

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget