18/09/2013

5 motivos bizarros para ser expulso de um museu

5 motivos bizarros para ser expulso de um museu




Você gosta de museus ou só os visita quando é “obrigado” por estar em alguma cidade diferente ou em companhia de uma pessoa apaixonada por Escher? Independente de qual for a sua resposta, é sempre bom saber que você pode ser maltratado em alguns desses lugares, seja por consequência de atitudes erradas que você possa tomar ou por, em determinadas situações, se deparar com funcionários mal preparados. Algumas das histórias a seguir têm certa graça, mas outras demonstram condutas administrativas lamentáveis. Confira e depois nos conte a sua opinião sobre elas.

1 – Pular em uma cama exposta

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
A cama está ali, em exposição, arrumadinha, com travesseiros fofinhos e uma colcha branquinha. Você acabou de almoçar, já visitou outros 17 museus nos dois últimos dias e é lógico que o seu maior desejo será se jogar na cama, mas evite fazer isso, ou você poderá passar por alguns constrangimentos.
Em maio de 2012, um estudante de Ensino Médio driblou a segurança, passou por baixo da cordinha de proteção e simplesmente pulou em uma cama de mais de 200 anos. Felizmente, nada quebrou, mas o estudante foi expulso, junto com o grupo escolar ao qual pertencia.

2 – Ser ateu

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Um universitário canadense foi expulso do Museu da Criação por vestir uma camiseta com uma frase que dizia: “Provavelmente Deus não existe. Agora pare de se preocupar e divirta-se”. O estudante foi levado ao banheiro, onde funcionários do museu pediram para que ele usasse a camiseta do lado avesso. Como ele se recusou a fazer isso, foi convidado a se retirar.

3 – Amamentar

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Noriko Aita estava visitando o museu Hirshhorn, em Washington, nos EUA, em 2011, quando fez uma parada e sentou-se a um banco para amamentar sua filha. Dois seguranças do local pediram, primeiramente, para que ela parasse de amamentar o bebê ou para que fosse para o banheiro. Finalmente, ela foi retirada do museu.
O caso ficou bastante conhecido à época e teve grande repercussão. A administração do museu pediu desculpas a Noriko e ao público em geral. Que feio, hein, Hirshhorn!

4 – Fazer festas extravagantes

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
O Centro de Ciência de Connecticut foi o local escolhido para uma festa completamente fora do controle, conduzida pelos veteranos da Universidade de Middletown, que resolveram chamar 500 convidados, sendo que muitos deles consumiram drogas e alguns grupos chegaram a fazer sexo. Isso sem falar, é claro, nas pessoas que resolveram escalar os dinossauros em exibição ou simplesmente saltar do alto das escadas rolantes.

5 – Destruir uma instalação artística

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
O embaixador de Israel na Suécia ficou ofendido quando viu uma instalação exposta no Museu de Antiguidades de Estocolmo. A peça retratava a morte de um homem bomba e foi destruída por ele no mesmo dia da abertura da exposição, em janeiro de 2004.

http://www.megacurioso.com.br/Turismo-e-viagens/39088-5-motivos-bizarros-para-ser-expulso-de-um-museu.htm

Um comentário:

Ocorreu um erro neste gadget