23/10/2013

Inédito: “CAZUZA mostra sua cara” no Museu da Língua Portuguesa





Exposição sobre o cantor, compositor e poeta é a primeira que homenageia um artista musical no espaço



Mesmo antes de entrar no Museu da Língua Portuguesa, os muros do local já anunciam a exposição “CAZUZA mostra sua cara“. Fotos de rostos desconhecidos sobrepostos com frases do poeta passam a sensação de que cada um carrega um pouco de senso crítico, de amor. Dentre as imagens, a dele: Cazuza, que saúda o público que passa pelo local.

Sendo a primeira do Museu que homenageia um artista da música, a mostra fica em cartaz de 22 de outubro a 23 de fevereiro do ano que vem e pode ser visitada às terças, das 10h às 22h, e de quartas a domingos, das 10h às 18h. Os ingressos custam até R$ 6, mas às terças e aos sábados a entrada é Catraca Livre.

O curador, Gringo Cardia, revela que o teor da exposição não é biográfico. “O foco é a maneira com que Cazuza transformou poesia em música”, afirma. Esse foi um dos únicos verbos no passado que Gringo utilizou durante suas explicações sobre vida e obra do compositor. Em sua maioria, verbos no presente, que davam a entender que Cazuza ainda está entre nós. E está, pelo menos no Museu da Língua Portuguesa.

Uma peculiaridade da exposição é justamente mostrar que, mesmo após 23 anos de sua morte, o legado de Cazuza ainda influencia o posicionamento político-social dos jovens brasileiros. Algumas das frases que estavam nos cartazes dos recentes protestos nas ruas, como “meus inimigos estão no poder” (Ideologia) e “Brasil, mostra a tua cara!” (Brasil), podem ser conferidos em banners.

Tão contemporâneos quanto o pensamento de Cazuza são os objetos pessoais do músico que o público pode ver de perto. Um par do tênis All Star, branco, de cano um pouco longo, confunde-se com o calçado de muitos visitantes. Óculos escuros, camisa, calça e até mesmo escova de dentes do músico também marcam presença.

Quem tinha o sonho de cantar ao lado do poeta tem a chance de sentir um pouco da sensação. Uma das salas da mostra tem um microfone que convida o público a cantar junto com Cazuza, em um karaokê nunca imaginado. Inimaginável, também, é o banheiro da exposição, onde projeções de shows do cantor ilustram as paredes. Uma simples ida ao toalete vira festa.

Cultura, diversão e aprendizado fundem-se ao longo da exposição. Para o curador, “Cazuza voltou com toda força“. Para quem visitar o Museu da Língua Portuguesa, uma certeza: “o poeta está vivo”.


http://catracalivre.com.br/sp/agenda/gratis/inedito-cazuza-mostra-sua-cara-no-museu-da-lingua-portuguesa/


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget