22/02/2014

Museu de arte oferece pena alternativa para jovens infratores

RAISE programUma experiência interessantíssima acontece, desde 2005, no Sterling and Francine Clark Art Institute, em Williamstown, no estado norte-americano de Massachusetts. Trata-se do programa “Responding to Art Involves Self Expression (RAISE)” uma parceria entre o museu e o Berkshire County Juvenile Courts (algo como o nosso Juizado de Menores).
Em Massachusetts, o Berkshire County Juvenile Courts é líder no desenvolvimento de programas inovadores de sentenças alternativas para jovens. A ideia é sentenciar os adolescentes infratores a penas mais leves, educativas, ao invés de punir.
O pedido de um juiz originou o programa, que tem a duração de cinco semanas e que acontece duas vezes por ano. Hoje, o RAISE (cuja sigla remete a “elevar-se”, “erguer-se” – dá para entender o significado, certo?) faz parte da programação regular do museu.
A cada vez, entre dez e 12 adolescentes, com idades entre 12 e 17 anos, se encontram no museu para integrar o programa. Ali, depois de uma breve introdução, eles são levados às galerias, onde acontece um bate-papo animado sobre as obras expostas. Em seguida, participam de uma atividade desenhada para ajudá-los a refletir de novas maneiras sobre os crimes que cometeram (e que são o motivo porque eles estão ali).
Os participantes do RAISE geralmente chegam ao museu com raiva, sentindo-se infelizes ou desconfortáveis. São meninos e meninas que vão mal na escola (se é que lá aparecem) e que cometeram infrações e crimes diversos, de vandalismo a assaltos, consumo de drogas e fuga de casa. A maioria nunca esteve num museu antes.
A experiência do Clark pode inspirar museus brasileiros, sobretudo sabendo-se quais são as alternativas nacionais ao alcance de jovens infratores.
Para quem quiser saber mais, um pdf. com outras informações (em inglês) está disponível aqui.
Fonte da matéria: Artigo “Unexpected synergy – A museum programme for young offenders offers a new perspective”, de Ronna Tulgan Ostheimer, Chefe de Educação Pública do Sterling and Francine Clark Art Institute, publicado no ICOM News vol 66 n.2, International Council of Museums Magazine, Julho 2013.
Fonte da foto: site do Sterling and Francine Clark Art Institute.

http://claudiaporto.wordpress.com/2014/01/22/museu-de-arte-oferece-pena-alternativa-para-jovens-infratores/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget